12 dezembro, 2008

Aaaaaaahhh, uma barata!!!


 
 
 

11 novembro, 2008

Inocência!

10 outubro, 2008

Dr Pepper

26 setembro, 2008

Devotos no Alto José do Pinho - Gravação do CD e DVD ao vivo

Gravação de cd ao vivo e de dvd costuma ser um show diferente do habitual, mais técnico e mecânico, pois a intenção é gerar um produto perfeito, sem falhas. Mas, quando se trata da gravação do cd e do dvd de comemoração dos vinte anos de carreira do Devotos, a emoção acaba dando a tônica de todo o processo. Ainda que músicas precisem ser gravadas mais de uma vez; que os problemas comecem logo na primeira música; que toda a parafernália tecnológica esteja a serviço de uma gravação burocrática tal e qual um programa de TV, foi difícil não se emocionar ontem no Alto José do Pinho.

Câmeras não faltaram. Ao contrário, até assustava o número delas. Uma grua à direita do palco, pessoas de produtoras de TV, de programas independentes, gente da MTV, dos jornais. E de Natal, Maceió, João Pessoa, Caruaru. E do Jordão, Mustardinha, Curado. Pessoas que vieram de longe porque sabiam que o momento era especial.

Um sujeito muito bem vestido, camisa por dentro da calça, me vê com a camisa do Devotos e pergunta se eu faço parte da produção da banda. Respondo que não, que sou apenas um fã. E ele explica: “eu acabei de chegar de João Pessoa. Larguei do trabalho agora, por isso estou vestido assim. Sou fã do Devotos há mais de dez anos, e não perderia este show por nada”. Além de fãs antigos como ele, muita gente nova, muita criança no colo dos pais, coisa realmente bonita de se ver. O clima era esse.

Alto José do Pinho lotado, a banda sobe ao palco e Cannibal confessa no microfone: “galera, eu nunca estive tão nervoso na minha vida.” E emenda com o grito:”Tudo que eu queria não podia terminar”. “Dia Morto” acabava de ser executada para abertura do show, e veio o primeiro problema. Cannibal de novo ao microfone: “Deixa eu contar uma história. O pessoal da técnica insistiu para que arranjássemos uma bateria nova para o show de vinte anos da banda. E o pedal da bateria acabou de quebrar. Antes tivesse ficado com a velhinha mesmo”. Ninguém segurou o riso. Alguns minutos de ajustes, e “Dia Morto” é tocada novamente, agora com mais raiva ainda. Emendam com “Nós Faremos que Você Nunca Esqueça” e “Caso de Amor e Ódio”. A roda comia solta na frente do palco. A grua registrava toda a reação do público, e cada presente parecia saber que estava fazendo parte de um momento histórico.

Aí Cannibal diz que vai chamar um amigo especial. Antes de anunciar quem é o tal amigo especial, Lirinha entra, com seu timing único, vestindo a camisa do "Náutico" (não foram poucos os que chiaram). Juntos, cantam “Dança das Almas”, canção que encerra o último cd da banda, “Flores Com Espinhos para o Rei”. E aí veio a surpresa mais bacana da noite: atacaram com uma versão furiosa de “A Matadeira”, que ficou excepcional tocada pelo trio e com os vocais de Cannibal e Lirinha. Sem contar que o Alto quase veio abaixo. Lindo!

Adilson Ronrona (agora um respeitado senhor casado), entrou de pijama para cantar “Sociedade Alternativa”, e o Devotos devolveu a homenagem tocando o clássico mor do Matalanamão, “Mim Dai”.

Durante “Mas Eu Insisto”, a banda sai do palco e abre espaço para o Afoxé Ilê de Egbá tocar tambores e fazer evoluções. Depois a banda retorna para a explosão do peso do hardcore com o batuque do afoxé. Após o término do show, a música precisou ser repetida por problemas técnicos na gravação.

E vieram “Eu Tenho Pressa” (que também precisou ser repetida), “Tem de Tudo”, “Faz Parte do Cotidiano”. Eis que Clemente, dos Inocentes, é chamado ao palco. Toca e canta “Alien” junto com a banda. Diz que compôs a próxima canção na época do Plano Cruzado (a maioria presente nem era nascida nessa época), e manda uma bela versão de “Pátria Amada”.

E surge imponente “Punk Rock Hardcore Alto José do Pinho”, porrada que tantas vezes me deixou sem voz e sem fôlego nas rodas-de-pogo da vida. E, para felicidade geral do Alto José do Pinho, “Punk Rock…” também precisou ser tocada novamente.

Pelo que se viu do show, do esmero de todo o pessoal da técnica e da banda, o CD e DVD têm tudo para ficar lindo. Gravado no local certo, por gente que sempre acreditou que “a revolta pode ser de paz”.

Danem-se a suposta e mitológica imparcialidade e a educação formal. Não dá para terminar este texto de outra forma: Parabéns, Cannibal, Neilton e Celo. Vocês são do caralho!

Fonte: http://www.reciferock.com.br/

02 agosto, 2008

Clássico

24 julho, 2008

Estréia de "Nome Próprio" em RECIFE!

Convidem os amigos, avisem os inimigos porque Camila está invadindo a cena pernambucana.

Estréia de "Nome Próprio" em RECIFE! Nesta sexta-feira, dia 25/07, no CINEMA DA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO, nos horários:

SEX, 25/07 - 15:50 - 18:00 - 20:15
SÁB, 26/07 - 15:50 - 18:00 - 20:15
DOM, 27/07 - 16:00 - 18:10
TER, 29/07 - 15:50 - 18:00 - 20:15
QUA, 30/07 - 16:00 - 20:15
QUI, 31/07 - 17:40

CINEMA da FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO
Diretoria de Cultura - Rua Henrique Dias, 609, Derby
Fones: (81) 3073.6688, 3073.6689, 3073.6712 e 3073.6651
Email: cinema@fundaj.gov.br
Ingressos: R$ 6,00 (inteira) – R$ 3,00 - (acima de 60 anos/estudantes)

Crítica ao pé do ouvido

Arnaldo Jabor fez uma ótima crítica ao Nome Próprio ontem na rádio CBN. Vale a pena parar, ouvir e se deixar levar ...


* fonte: Nome Próprio

18 julho, 2008

Dia de Coringa!

Hoje à noite dê uma boa risada, uma verdadeira gargalhada, daquela de esticar a pele da boca, vire as costas para o morcegão e vá curtir Camila, que é muito mais gostoso.

Viva um dia de Coringa!

**O filme estréia neste 18 de julho, sexta-feira, nas seguintes salas:

Em São Paulo
Espaço Unibanco - Rua Augusta
Horários: 14:00 - 16:30 - 19:00 - 21:30hs
Arteplex Unibanco - Shopping Frei Caneca
Horários:
14:00 - 16:30 - 19:00 - 21:30hs

No Rio de Janeiro
Arteplex Unibanco - Praia de Botafogo
Horários: 14:00 - 16:30 - 19:00 - 21:30hs
Armazém Digital do Rio Design Center do Leblon
Horários:
13:45 - 16:00 - 18:15 - 20:30hs

Em Brasília
Casa Park
Horários: 14:30 - 17:00 - 19:10 - 21:30hs

Em Belo Horizonte
Belas Artes
Horários: 14:30 - 16:45 - 19:00 - 21:15hs

Em Belém
Shopping Castanheira
Horários: 14:20 (Sab./Dom.) - 16:40 - 19:00 - 21:25hs

Em Campinas
Shopping Jaraguá
Horários: 16:50 - 19:10 - 21:30hs

Em Fortaleza
Dragão do Mar
Horários: 14:00 - 16:30 - 19:00 - 2130hs

Em Natal
Praia Shopping
Horários: 14:20 (Sab./Dom.) - 16:40 - 19:00 - 21:25hs

Em Santos
Espaço Unibanco Shopping Miramar
Horários: 14:00 - 19:00 - 21:30hs

Em Goiânia
Shopping Bougainville
Horários: 18:50 - 21:20hs

À partir de 25 de JULHO

Em Recife
Fundação Cultural Joaquim Nabuco (Derby)

Em Porto Alegre e Curitiba
Após o Festival de Gramado

No final de AGOSTO

Em Salvador
Na inauguração do Cine Glauber Rocha

17 julho, 2008

Nome Próprio entra em cartaz!


É AGORA OU NUNCA!

Nessa próxima sexta-feira dia 18 de Julho "Nome Próprio" entra em cartaz.
Depois de 4 anos de muita batalha e ralação de uma equipe de atores, técnicos e artistas muito especial e apaixonada...

CRUELDADE
Além de enfrentar o BATMAN (
parece que é um filme muito bom...) que está sendo lançado NA MESMA DATA, estamos submetidos a uma crueldade incrível:
na sexta-feira 18, no sábado 19 e no domingo dia 20 nosso destino será traçado.
Se o público NÃO for assistir Nome Próprio nesses três primeiros dias, CAIREMOS no esquecimento, quer dizer, o filme SAI DE CARTAZ.
CRUEL é depender de um fim de semana!
É bem assim: se as pessoas forem ao cinema e o filme cumprir a ‘renda média’ ele continua em cartaz por mais uma semana.
Se isso não acontecer, o filme será substituído por outro. Serão 4 anos de trabalho apaixonado entregues ao esquecimento.

Estamos lançando o filme com a CARA E A CORAGEM, apostando que fizemos um trabalho de excelência, desafiador, intenso e delicado.

ESTAMOS PUBLICANDO ESSE POST para dizer que CONTAMOS COM VOCÊS e com a CAPACIDADE DE MOBILIZAÇÃO de vocês, que assistiram o filme e gostaram, de vocês fiéis seguidores de nosso BLOGUE, vocês que assistiram nossos clips e acharam bacana. PRECISAMOS DE VOCÊS!

Copiem esse POST, mandem para os amigos, façam seus próprios Flyers, espalhem essa convocatória de militância pela internet!
É militância SIM pela sobrevivência de um cinema autoral, mais pessoal, mais digno.

Esse filme foi feito para essa turma ENORME de gente muito especial, com sensibilidade à flor da pele! Quem é fã da Clarah Averbuck, quem é fã da Leandra Leal, quem tem blog, quem é sensível, inteligente e especial vai gostar do filme!

VAMOS AO CINEMA NESSE FIM DE SEMANA (Sexta feira dia18, Sábado dia 19 e Domingo dia 20) para garantir que o filme continue mais uma semana, para que o boca a boca pegue.

Vamos vencer a batalha contra o esquecimento e a mesmice!

Contamos com todos vocês.

EQUIPE, ELENCO DE “NOME PRÓPRIO”.


NOME PRÓPRIO

ESTRÉIA Sexta-Feira dia 18 de JULHO !

SINOPSE

Nome Próprio conta a história de uma jovem mulher que dedica a vida à sua paixão, escrever. Camila é intensa, complexa e corajosa. Para ela, o que interessa é construir uma trajetória como ato de afirmação. Sua vida é sua narrativa. Construir uma existência complexa o suficiente para se escrever sobre ela.

Nome próprio é um filme sobre a paixão de Camila. De sua busca por redenção. Quer a literatura como ato de revelação. Para tal, cria vínculos. Carente, os destrói. Por excesso. Por apego. Por paixão.

Nome Próprio é o olhar sobre uma personagem feminina que encara abismos e, disso, retira a força que necessita para existir. Para Camila, a vida floresce das cicatrizes de seu processo de entrega absoluta e vertiginosa.

Observação Importante (que permeia o filme):
Não é mais possível ignorar o fato que o Brasil é o pais com o maior número de usuários inscritos no ORKUT. Ou que o brasileiro é o usuário que fica mais tempo conectado à internet no mundo.

3 SINOPSES CURTAS

1- Nome Próprio conta a história de Camila, uma jovem mulher empenhada em
tornar-se escritora. Camila é intensa e corajosa, faz de sua vida sua narrativa. Encara a literatura como um ato de revelação.

2- Nome Próprio é um filme sobre transbordamento. Sobre as paixões de Camila
e seu esforço para bancá-las. Sobre uma personagem feminina que encara seus
excessos e retira disso a força que necessita para existir.

3- Nome Próprio conta a história de uma jovem mulher em busca de sua paixão.
Determinada a viver pelos textos que escreve, Camila se lança à vida com
intensidade e coragem de quem quer fazer valer sua escrita.

JUSTIFICATIVA

Nome Próprio é a procura por um personagem sem história. O que interessa é captar Camila em seu movimento. Vivendo seu tempo, assumindo suas opções, sofrendo suas angústias, suas contradições. Entregando-se a si mesma.

Camila isola-se para tornar-se escritora. Escrever compulsivamente um BLOG pessoal com suas experiências. Mas que mundo é esse que está do outro lado da linha? Enclausura-se para conectar-se, esse é o paradoxo de Camila. Levar tudo ao limite: o máximo de exposição num confinamento absoluto.

Trailer Filme "Nome Próprio"



Teaser Oficial de "Nome Próprio"

*fonte: http://nomepropriofilme.blogspot.com

13 julho, 2008

Você é mau? (v.2)

11 julho, 2008

Matérias...

Ai Minha Cabeça.... "Geeeente...."



"Num Dói Nada! ...cassete de agulha!"


05 julho, 2008

Solange, a gaga de Ilhéus!

É o seguinte: Solange, uma moradora de Ilhéus, reclama do prefeito e do lixo jogado perto da casa dela e de sua mãe.
Detalhe mínimo: Ela é gaga.
O melhor foi a ilustração que fizeram com o áudio, vale a pena ver:



Tô rindo até agora..."Có, co có có co co có!" =]

Você é mau?

25 junho, 2008

Todo casal deveria ler

"Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado uma ótima posição no ranking das virtudes, o amor ainda lidera com folga. Tudo o que todos querem é amar.
Encontrar alguém que faça bater forte o coração e justifique loucuras.
Que nos faça entrar em transe, cair de quatro, babar na gravata.
Que nos faça revirar os olhos, rir à toa, cantarolar dentro de um ônibus lotado.
- Tem algum médico aí??
Depois que acaba esta paixão retumbante, sobra o que? O amor.
Mas não o amor mistificado, que muitos julgam ter o poder de fazer levitar.
O que sobra é o amor que todos conhecemos, o sentimento que temos por mãe, pai, irmão, filho. É tudo o mesmo amor, só que entre amantes existe sexo.
Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O amor é único, como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus.
A diferença é que, como entre marido e mulher não há laços de sangue, a sedução tem que ser ininterrupta. Por não haver nenhuma garantia de durabilidade, qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza, e de cobrança em cobrança acabamos por sepultar uma relação que poderia ser eterna.
Casaram. Te amo prá lá, te amo prá cá. Lindo, mas insustentável.
O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas. Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor, e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.
É preciso que haja, antes de mais nada, respeito. Agressões zero. Disposição para ouvir argumentos alheios. Alguma paciência.
Amor, só, não basta. Não pode haver competição. Nem comparações.
Tem que ter jogo de cintura para acatar regras que não foram previamente combinadas. Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos, acessos de carência, infantilidades. Tem que saber levar.
Amar, só, é pouco. Tem que haver inteligência.
Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, demissões inesperadas, contas pra pagar.
Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar. Tem que ter um bom psiquiatra.
Não adianta, apenas, amar.
Entre casais que se unem visando a longevidade do matrimônio tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria, um tempo pra cada um. Tem que haver confiança.
Uma certa camaradagem, às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou. É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão.
E que amar, "solamente", não basta.
Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia, tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade. Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado. O amor é grande, mas não é dois.
É preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência. O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.
Um bom Amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós!"

19 junho, 2008

Débora!

Pra quem não pôde ver o programa...
aí vai os links dos vídeos em 3 partes!!!

1ª Parte - 2ª Parte - 3ª Parte

"...A menor da turma..." ao vivo: "É... Um sonho muito grande tá aqui... se agente ganhar né... todas concorrentes viramos amigas e... pretendo ganhar e tá aí por aí ao mundo afora..."
Parabéns Débora! Ganhou por 5 votos!!!! =]

13 junho, 2008

Ultimos Minutos

Para não ficar sem postar nada hoje... resolvi colocar ao menos uma imagem legal =]

12 junho, 2008

Dia dos Namorados

A comemoração do Valetine´s Day tem origem na Roma antiga, período marcado por muitas guerras. Todos os homens da cidade eram obrigados a irem para a guerra, mas os homens mais velhos não queriam ir para não abandonar suas famílias, e os homens mais jovens se recusavam a ir para não abandonar as suas namoradas.
Isso de fato era um grande problema para o império, pois a conquista e defesa das terras era o mais importante para eles. Com isso o imperador na época Claúdio, conhecido como o cruel, teria proibido a realização de casamentos a fim de obrigar os homens a irem de fato para a guerra. Um religioso conhecido como Valentine teria desobedecido a ordem do imperador e realizado casamentos escondido.
Claudio descobriu e ordenou que o padre Valentine fosse aprisionado, onde morreu. A partir de então em homenagem ao padre Valetine que defendeu os apaixonados que é comemorado em países como França, Inglaterra, Alemanha etc, O Valentines Days, ou Dia dos Namorados.
O amor é a sensação mais fantástica que se pode sentir; tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

11 junho, 2008

Ser Pernambucano é:

Ser acusado justamente de que somos os mais megalomaníacos dos brasileiros e de estarmos no topo de um tal de IGPM (Índice Geral de Pouca Modéstia);
- Ter a mania de dizer que tudo daqui é melhor!(e não é mermo???);
- Dizer de boca cheia que o Shopping Center Recife é o maior da América Latina;
- Falar também que o Chevrolet Hall é a maior casa de show da América Latina;
- Ter a maior avenida em linha reta do mundo - a Caxangá, no Recife;
- Ter a maior feira ao ar livre do mundo- a de Caruaru;
- Ter também o maior teatro ao ar livre do mundo - Nova Jerusalém,no município de Fazenda Nova, onde é encenada na Semana Santa o espetáculo A Paixão de Cristo;
- Ter a mais antiga sinagoga da América Latina - fica no Bairro do Recife, situado na ilha de Santo Antônio. Sem falar que foram judeus recém-saídos do Recife que migraram para os Estados Unidos e ali fundaram Nova York.;
- Achar a Torre de Cristal do Brennand a obra de arte mais bonita do mundo;
- Ter o maior paraíso do mundo e poder dizer com todas as letras: Fernando de Noronha é NOSSA!;
- Saber que Recife é um dos grandes pólos de informática e de Medicina do Brasil;
- Saber que O Galo da Madrugada é o maior bloco carnavalesco do mundo (conduz mais de 1,5 milhão de pessoas nas ruas do Recife), de acordo com o Livro dos Recordes;
- Ter orgulho do nosso São João que é o maior e melhor do universo;
- Ter O Diário de Pernambuco como o jornal mais antigo da América Latina;
- Saber que a primeira emissora de rádio da América Latina é a Rádio Clube de Pernambuco, que tem como slogan "Pernambuco falando para o mundo";
- Dizer que Olinda se transformou recentemente na Capital Cultural do Brasil;
- Estudos da Fundação Getúlio Vargas, que aponta as características econômicas de cada região, mostra que somos mais eficientes no comércio (influência dos holandeses?);
- Passar um tempo fora, chegar na capital e cantar: "Voltei Recife,foi a saudade que me trouxe pelo braço, quero ver novamente Vassouras na rua passando, tomar umas e outras e cair no passo...";
- Ah... Fazer a maior festa de forma bem calorosa, ao encontrar um conterrâneo em outro estado ou país;
- Morar em outro estado ou país e não perder o sotaque pernambuquês;
- É encher o peito pra cantar: ".. eu sou mameluco, sou de Casa Forte, sou de Pernambuco, eu sou o Leão do Norte...";
- É ser original, alegre, receptivo e solidário. É você perguntar onde fica o local tal e ser bem orientado por qualquer pernambucano;
- É valorizar a cultura popular, apreciar suas belas praias, é ser um cabra da peste!!!!!;
- É ser muito sortudo por nascer numa terra tão linda como essa;
- E fazer qualquer coisa por um taquinho de rapadura e/ou queijo coalho quando reside fora de Pernambuco;
- Se você reside fora do estado, é recomendar aos filhos omitirem o fato de serem Pernambucanos para não humilhar os colegas;
- É se arrepiar com o nosso hino como se fosse o hino nacional,é usar nossa bandeira com todo orgulho, é saber a riqueza de nossa história...;
- Usar camiseta, boné, botton com a bandeira do estado (que aliás,é a mais linda do país);
- Saber cantar o Hino de Pernambuco em todos os ritmos: forró, frevo, maracatu. Enfim... é amar a nossa terra e defendê-la acima de qualquer coisa!;
- Poder dançar um frevo em Olinda e se orgulhar em dizer que é nosso;
- Encher os olhos d'água com aquele sorriso no rosto e até se tremer de emoção só de falar do carnaval de Olinda...;
- Saber distinguir entre o Maracatu do Baque Solto do Maracatu do Baque Virado;
- Ir ao Recife antigo e pode constatar todo aquele patrimônio arquitetônico;
- Acreditar que Recife é mesmo a "Veneza Brasileira";
- Amar as pontes e Rio Capibaribe do Recife;
- E as praias de Pernambuco? Boa Viagem, Piedade, Candeias, Gaibu, Paraíso;
- Jantar olhando para a lua incrivelmente cheia e linda nos bares e restaurantes na beira do rio Capibaribe ou da praia de Boa Viagem.;
- Achar que Recife seria melhor se os holandeses tivessem permanecido e admirar Maurício de Nassau mesmo sabendo pouco sobre ele;
- É sabermos da nossa importância na construção da história desse país, da nossa identidade cultural, do nosso passado fundiário, dos nossos engenhos de açúcar;
- Ir ao monte das Tabocas perto de Vitória de Santo Antão e passar horas imaginando como uma batalha naquele lugar "deu origem" a um lugar tão maravilhoso quanto Pernambuco;
- Dar mais importância ao Campeonato Pernambucano de Futebol do que qualquer Campeonato Nacional, pois futebol se restringe a rivalidades entre Náutico, Sport e Santa Cruz;
- Ir ao Alto da Sé em Olinda apenas para ver Recife ao longe e comer tapioca;
- Ir prá Gravatá, Garanhuns... e se encher de casacos, luvas... independente do frio que esteja fazendo;
- Ficar sempre dividido entre as belezas das Praias de Porto de Galinhas e de Calhetas;
- Ouvir Alceu, Geraldinho Azevedo, Chico Science, Luiz Gonzaga, Lenine e outros tantos e poder dizer "São meus conterrâneos";
- Nos orgulharmos dos nossos grandes literatos: de João Cabral de Melo Neto, de Manuel Bandeira, de Carlos Penna Filho, de Osman Lins,de Gilvan Lemos, Raimundo Carrero, Luzilá Gonçalves, Nélson Rodrigues, Josué de Castro, Paulo Freire, Gilberto Freyre, além de Ariano Suassuna (que só fez nascer na Paraíba)...Entre tantos outros;
- Considerar Reginaldo Rossi o nosso Rei;
- Achar que José Pimentel é a cara do Cristo;
- Ir pra o teatro assistir "Cinderela" com Jason Wallace e se identificar com o sotaque e as gírias usadas no espetáculo;
- Vibrar com a chegada de Joana Maranhão na final das olimpíadas, pois desde 54 que nenhuma nadadora brasileira consegue tal feito;
- Freqüentar a praia de Boa Viagem em frente ao Acaiaca;
- Tomar um banho no mar de Boa Viagem mesmo com placas de advertência de tubarão em todos os lugares;
- E ir à Praia de Boa Viagem e tomar um "Caldinho Ele e Ela" p/curar ressaca, gripe e dor de corno;
- Adorar bolo-de-rolo, sucos de pitanga, mangaba, cajá, tamarindo,graviola, manga, chupar pitomba e jaboticaba;
- Saber a delícia que é um bolo de bacia com caldo de cana;
- Correr no Parque da Jaqueira e depois se empanturrar de caldo de cana na saída;
- Tomar um caldo de cana no centro da cidade;
- Tomar café da manhã (macaxeira com charque) nos Mercados da Madalena e Cordeiro depois da noitada;
- Adorar o tempero da comida pernambucana: Buchada, Chambaril, Mão-de-Vaca, Rabada, Vaca atolada, Sururu, Caranguejo, Carne de Bode, Carne-de-Sol, Feijoada, Dobradinha, Fava...etc.
- Nunca usar artigo na frente de nome próprio: nada de A Maria, ou O Recife...
- Saber o significado das palavras "pirangueiro", "pantim","mangar" e "lascou";
- Chamar Paínho e Maínha p/ visitar Voínho e Voínha;
- Falar visse no final de cada frase;
- Dizer: "É rocha !" , "É porque não dá mermo", "Di cum força", "digaí", "ta ligado!?", "oxente" entre outras...
PENSE NUMA TERRA ARRETADA DE BOA!

10 junho, 2008

Mamíferos Parmalat

Muito Fôfo.....


-TOMÔ?!


E agora com os filhotes maiores:


-TOMÔ!

-ôÔ!! =]

Pipoca com Guaraná



eu adoro essa música... e adoro pipoca tb...
principalmente feita por mim! =]

Outra Propaganda no mesmo estilo . . . =]

Essa Propaganda... muito boa


Comentem =]

09 junho, 2008

Só de Sacanagem

Ana Carolina - Só de Sacanagem


Só de Sacanagem (de Elisa Lucinda)

Meu coração está aos pulos. Quantas vezes minha esperança será posta à prova? Tudo isso que está aí no ar,malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro. Do meu dinheiro. Do vosso dinheiro. Que reservamos duramente para educar os meninos mais pobres que nós, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais... esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais. Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais? É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz. meu coração está no escuro. A luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam: "não roubarás." "devolva o lápis do coleguinha." "esse apontador não é seu, minha filha." Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear. Mais honesta ainda eu vou ficar. Só de sacanagem. Dirão: "deixa de ser boba, desde Cabral que todo o mundo rouba." E eu vou dizer: "não importa, será esse o meu carnaval. Vou confiar. Mais e outra vez. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos. Vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambal." Dirão: "é inútil, aqui todo o mundo é corrupto. Desde o primeiro homem que veio de Portugal." E eu direi: "não admito. minha esperança é imortal. Eu repito, ouviram?!Imortal.
"SEI QUE NÃO DÁ PARA MUDAR O COMEÇO. MAS SE A GENTE QUISER VAI DAR PARA MUDAR O FINAL."

e pra quem preferir... tem o vídeo:

Jesus no Xadrêz (A briga na procissão)

Imagine se em uma encenação da Paixão de Cristo o centurião metesse o cacete de verdade no cabra que estivesse fazendo o papel de Cristo? Imaginou? Pois é, Cristo mesmo só tem um.

Escute o audio a seguir e divirta-se com o desenrolar deste causo, “A briga na procissão”, escrito pelo poeta popular Chico Pedrosa e declamado aqui com capricho por Lirinha do Cordel do Fogo Encantado.



No tempo em que as estradas eram poucas no sertão
Tangerinos e boiadas cruzavam a região entre volante e cangaço
Quando a lei era do braço do jagunço pau mandando do coronel invasor
Dava-se no interior esse caso inusitado
Quando o Palmera das Antas pertencia ao capitão Justino Bento da Cruz
Nunca faltou diversão vaquejada, canturia, procissão e romaria
sexta-feira da Paixão
Na quinta-feira maior Dona Maria das Dores no salão paroquial
Reunia os moradores depois de uma pré-eleção ao lado do capitão
Escalava a seleção de atriz e atores
Todo ano era um Jesus, um Caífaz e um Pilatos
Só nao mudavam a cruz, o verdúguio e os mal-tratos
O Cristo daquele ano foi o Quincas Beija-Flor
Caífaz foi Cipriano
Pilatos foi Nicanor
Duas cordas paralelas separava a multidão
Pra que pudessem entre elas caminhar a procissão
Quincas conduzindo a cruz
Foi e num foi advertia, um cinturião perverso que com força le batia
Era pra bater maneiro, Bastião não entendia
Devido um grande pifão que tomou naquele dia do vinho que o capelão guardava na sacristia
Cristo dizia: "ô rapaz, ve se bate devagar, já to todo encalombado assim não vou aguentar,
ta com a gota pra duer, ou tu para de bater ou a gente vai brigar jogo ja essa cruz fora, to ficando aperriado, vou morrer antes da hora de ficar crucificado"
O pior é q o malvado fingia que não ouvia e além de bater com força ainda se divertia, espiava pra jesus, fazia pouco e dizia:
"que Cristo frôxo é você que chora na procissão? Jesus pelo que se sabe num era mole assim não eu to batendo com pena, tu vai ver o que é bom, na subida da ladeira da venda de fenelon o couro vai ser dobrado
até chegar no mercado da cuica muda o tom"
Naquele momento ouviu-se um grito na multidão era Quincas que com raiva sacudiu a cruz no chão e partiu feito um maluco pra cima de Bastião
Se travaram num tabefe, pontapé e cabeçada
Madalena levou queda
Pilatos levou pancada
Deram um cacete em Caífaz que até hoje não faz nem sente gosto de nada
Dismancharam a procissão o cacete foi pesado
São Tomé levou um tranco que ficou desacordado
Acertaram um cocorote na careca de Timotéo que inté hoje é aluado
Inté mesmo São José que não é de confusão, na ânsia de defender o seu filho de criação aproveitou a garapa pra dar um monte de tapa na cara do bom ladrão
A briga só terminou quando o doutor delegado interviu e separou cada santo pro seu lado
Desda que o mundo se fez, foi essa a primeira vez que Jesus foi pro xadrez mas não foi crucificado.

08 junho, 2008

O Início

hoje... domingo, 08 de junho de 08...
comecei a fazer um blog...
nem sei como começar, acho q só vou colocar uma foto pro início de tudo...
vamos ver como vai ficar =]